Pular para o conteúdo
Voltar

<b>Confira as dicas do Procon-MT para compras de chocolates e pescados</b>

Michelle Silva/Solange Wollenhaupt Assessoria/Procon/Sejudh-MT

A | A

Com a proximidade da Páscoa, o Procon Estadual, órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), alerta os consumidores sobre cuidados que devem ser tomados com as compras de chocolates e pescados. Confira as dicas para realizar uma compra segura:

1) Defina o que comprar antes de sair de casa e faça uma pesquisa, pois os preços podem variar de uma loja para outra.

2) Fique atento, também, às informações veiculadas através de anúncios, panfletos e material publicitário porque o fornecedor deve sempre cumprir as ofertas anunciadas.

3) Na hora da compra, observe o local de armazenamento e verifique a limpeza do ambiente. O chocolate, por exemplo, deve ser ficar em temperatura adequada, longe de produtos de odor forte, especialmente os de limpeza, e de fontes de calor.

4) Leia cuidadosamente a embalagem. Elas devem conter, em linguagem clara, informações como prazo de validade, peso, quantidade, composição e características do produto.

5) Quando houver brinquedos acompanhando o chocolate, a embalagem deve apresentar o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e identificação da faixa etária adequada.

6) Redobre a atenção com produtos diet e light, verificando na embalagem se realmente possuem porções reduzidas de açúcar e energia.

7) Caso opte por ovos ou bombons de fabricação caseira, o Procon-MT recomenda, se possível, solicitar uma visita à cozinha e a degustação do produto antes da compra.

8) Os fornecedores de produtos fabricados artesanalmente devem seguir as mesmas regras de comercialização dos industrializados. Além disso, também são obrigados a fornecer nota fiscal, que é a principal garantia do consumidor em caso de troca ou reclamação.

9) Ao comprar pescados, fique atento às condições de higiene do local e observe se os peixes estão bem armazenados e acondicionados.

10) Peixes frescos têm olhos brilhantes e cheios, aspecto firme, guelras vermelhas, escamas firmes e odor característico. Evite pescados com cheiro muito forte, abdômen flácido, olhos murchos e sem brilho e guelras pálidas.

11) Seja em feiras ou mercados, sempre acompanhe a pesagem do peixe fresco. Ela deve ser feita na presença do consumidor, assim como a embalagem do produto.

12) Caso queira que o peixe seja embalado com gelo - para que fique protegido e preservado durante o trajeto para sua casa - fique atento para que o ele não seja pesado junto com o produto. Quem compra deve pagar pelo peixe, não pelo gelo.

13) Quando vendido embalado, os pescados devem apresentar no rótulo a denominação de venda, data de validade, país de origem, prazo de validade, selo de inspeção federal e outras informações obrigatórias.

14) Verifique, ainda, se o produto embalado está armazenado na temperatura de conservação informada pelo fabricante na embalagem. Eles não podem estar amolecidos ou com acúmulo de líquidos, sinal de que passaram por um processo de descongelamento.

15) Ao comprar peixe em conserva, pré-embalado ou congelado, o consumidor pode solicitar a conferência do peso do produto em uma balança do estabelecimento. Lembre-se de que será importante considerar o peso líquido do pescado, além do peso da embalagem.

Serviço

O Procon-MT é um órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e atende em sua sede estadual na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), nº 917, Edifício Eldorado Executive Center – Bairro Araés, de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h. Para registro de reclamações, audiências, consulta de processos e protocolo de documentos, o consumidor pode procurar a sede do Procon-MT, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 17h30.

No posto no Ganha Tempo, o atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 18h30, e aos sábados, das 07h30 às 12h. No Posto na Assembleia Legislativa, o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 151 ou (65) 3613-8500.