Pular para o conteúdo
Voltar

Serviços Essenciais continuam na liderança do ranking do Procon Estadual

Assessoria | Procon/Sejudh-MT

Atendimento na sede do Procon Estadual, na Av. Historiador Rubens de Mendonça - Foto por: Assessoria/Procon-MT
Atendimento na sede do Procon Estadual, na Av. Historiador Rubens de Mendonça
A | A

O Procon Estadual, órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), registrou 2.471 atendimentos no mês de julho. Por meio do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), foram 1.595 registros, enquanto pelo atendimento online (http://www.consumidor.gov.br), foram 876 reclamações em Mato Grosso.

No Sindec, o campeão de reclamações foi a área “Serviços Essenciais”, com 780 atendimentos. Liderando o setor, está a categoria “Energia Elétrica”, com 322 registros, seguido por “Água e Esgoto”, que teve 197 reclamações e “Telefonia Celular”, com 154.

Em segundo lugar, está a área “Assuntos Financeiros”, com 338 reclamações: 92 para a categoria “Banco Comercial”, 89 para “Cartão de Crédito” e 58 para “Cartão de Loja”.

A área “Produtos” ocupa o terceiro lugar do ranking, com 248 atendimentos, sendo 28 para “Telefone” (convencional, celular, interfone, etc.), 27 para “Internet” e 23 para “Eletrônico Importado”.

Já a área “Serviços Privados”, com 169 registros, está na quarta posição do ranking de atendimentos presencias, registrando 58 procedimentos para “TV Por assinatura” (Cabo, Satélite, Etc.), 32 “Escola” (Pré, 1º, 2º Graus e Superior) e 17 para “Estabelecimento Comercial” (supermercado, loja, padaria, locadora, frutaria, etc.).

A categoria “Saúde” aparece em quinto lugar, com 24 reclamações, seguida de “Alimentos”, com 23 registros, e “Habitação” com 13 reclamações.

Integram o banco de dados do Procon Estadual os registros efetuados na sede do órgão e nos postos de atendimento do Ganha Tempo da Praça Ipiranga, da Assembleia Legislativa (ALMT) e do Ganha Tempo do Várzea Grande Shopping.

Atendimento online

Por meio da plataforma http://www.consumidor.gov.br, o Procon registrou 876 reclamações em Mato Grosso. A área “Telecomunicações” foi a mais demandada, com 400 registros. Em segundo lugar, estão os “Serviços Financeiros”, com 289 reclamações; e em terceiro “Produtos de Telefonia e Informática”, com 99 registros.

Na quarta posição da plataforma, está a categoria “Transportes”, com 25 reclamações e, em quinto lugar, aparece a categoria “Produtos e Eletrônicos”, com 23 reclamações. O sexto lugar é ocupado pela área “Demais Produtos”, com 17 registros, e o sétimo pela categoria “Demais Serviços”, que teve 16 registros. Em oitavo lugar, com quatro reclamações, está a área “Saúde” seguida por “Turismo/Viagens”, em nono lugar, com dois registros.

A categoria ”Água, Energia, Gás” teve apenas um registro. Já as áreas “Educação” e “Habitação” não tiveram reclamações registradas no mês de julho na plataforma http://www.consumidor.gov.br.

Serviço

O Procon-MT atende na sede estadual, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), nº 917, Edifício Eldorado Executive Center – Bairro Araés, de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, para registro de reclamações, audiências, consulta de processos e protocolo de documentos.

No posto do Ganha Tempo da Praça Ipiranga, o atendimento ao público também é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e do Várzea Grande Shopping, das 10h às 19h. No posto da Assembleia Legislativa (ALMT), o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 151 ou (65) 3613-8500.