Pular para o conteúdo
Voltar

Alimentos: Monitoramento do Procon-MT aponta variação de mais de 127% no preço do Leite UHT integral

Solange Wollenhaupt

A | A

O Procon Estadual realizou, nos dias 19 e 20 de setembro, monitoramento de preços de produtos alimentícios na Capital. O objetivo da fiscalização é apurar os valores de comercialização de alimentos ofertados aos consumidores em Cuiabá e expor os índices de variação de preço, possibilitando ao consumidor maior economia na hora de realizar as compras.

A pesquisa por amostragem envolveu doze estabelecimentos, sendo dois açougues e dez minimercados/ supermercados/ hipermercados/ atacadistas. Nesta edição, foram coletados os preços do arroz, feijão (carioca e preto), óleo de soja, carne, frango, leite integral pasteurizado, leite UHT (integral, desnatado, semidesnatado e zero/sem lactose, também com adição de outros elementos) e pão francês (comum e integral).

Dentre os alimentos pesquisados, novamente o litro do UHT integral foi o que apresentou maior variação, chegando a 127,27% de diferença entre o estabelecimento mais caro e o mais barato, com preços variando entre R$ 3,19 a R$ 7,25. Outro produto que apresentou grande variação de preço foi o leite semidesnatado (102,51%), comercializado com valores de R$3,58 a R$7,25.

O leite UHT 'Piracanjuba' é o produto com maior diferenciação de preço por marca específica, encontrado com variação de 51,67% entre o menor e o maior valor (de R$3,89 a R$5,90), tanto para o tipo integral (preço médio de R$4,59) quanto para o semidesnatado (preço médio R$4,72).

Com relação aos produtos fracionados a pedido do consumidor, o que teve maior variação de preço foi o quilo do corte de carne 'acém', comercializado com valores entre R$10,79 a R$ 16,90 (variação de 56,63%).

Durante a fiscalização, foram coletadas informações sobre o preço do quilo do pão francês e do pão francês integral, 31 variedades de arroz branco (pacotes de 5kg), sendo uma variedade indicada para culinária oriental/japonesa; três marcas de feijão carioca e oito de feijão preto (embalagem de 1kg); cinco marcas de óleo de soja (embalagens PET de 900ml); quatro marcas de frango inteiro congelado (preço do quilo).

Também foram pesquisados os preços de quatorze variedades de leite UHT integral; dez variedades de leite UHT desnatado; sete variedades de leite UHT semidesnatado; sete variedades de leite UHT zero lactose e duas variedades de leite pasteurizado, comercializado em embalagem de um litro.

Foram verificados, ainda, os valores de comercialização de oito cortes de carne bovina, ofertadas sem congelamento, com fracionamento feito a pedido do consumidor em açougue.

Variação de preços (independente da marca)

1) Arroz branco (5kg): de R$12,98 a R$24,98 – variação de 92,45%

2) Arroz para culinária oriental (5kg): R$35,80 a R$43,90 – variação de 22,63%

3) Feijão carioca (1kg): R$8,90 a R$13,98 – variação de 57,08%

4) Feijão preto (1Kg): de R$7,20 a R$ 12,98 – variação de 80,28%

5) Óleo de Soja (900mL): de R$3,09 a R$3,99 – variação de 29,13%

6) Carne bovina fresca/Kg:

*Menor preço e maior variação de preço: 'acém' de R$10,79 a R$16,90 - variação de 56,63%

* Maior preço: 'alcatra': de R$19,99 a R$26,99 - variação de 35,02%

7) Frango inteiro congelado/Kg: de R$5,15 a R$7,90 – variação de 53,40%

8) Leite pasteurizado integral (1L): de R$2,89 a R$3,50 – variação de 21,11%

9) Leite UHT integral (1L): de R$3,19 a R$7,25 - variação de 127,27%

10) Leite UHT semidesnatado (1L): de R$3,58 a R$7,25 – variação de 102,51%

11) Leite UHT desnatado (1L): de R$3,28 a R$6,15 - variação de 87,50%

12) Leite UHT sem/zero/baixa lactose (1L): de R$4,45 a R$7,89 - variação de 77,30%

13) Pão francês (encontrado em cinco dos estabelecimentos visitados): de R$8,99 a R$11,50 – variação de 29,21%.

14) Pão francês integral (encontrado em dois dos estabelecimentos visitados): R$11,98 a R$13,90 – variação de 16,03%.

Confira o relatório e a pesquisa completa feita pelo Procon-MT.

Serviço

O Procon-MT é um órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e atende em sua sede estadual na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), nº 917, Edifício Eldorado Executive Center – Bairro Araés, de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h. Para registro de reclamações, audiências, consulta de processos e protocolo de documentos, o consumidor pode procurar a sede do Procon-MT, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 17h30.

No posto no Ganha Tempo, o atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 18h30, e aos sábados, das 07h30 às 12h. Nos postos da Assembleia Legislativa e do Várzea Grande Shopping, o atendimento é de segunda a sexta-feira (das 07h às 18h na AL e das 09h às 19h no Shopping em Várzea Grande). Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 151 ou (65) 3613-8500.