Pular para o conteúdo
Voltar

Alimentos: Procon-MT monitora preços em supermercados e açougues da Capital

Solange Wollenhaupt

A | A

O Procon Estadual realizou nos dias 25 e 26 de julho pesquisa de preços de produtos alimentícios em estabelecimentos comerciais de Cuiabá. O objetivo da pesquisa, realizada por amostragem, foi monitorar os preços do arroz, feijão, óleo de soja, carne e frango, e comparar os valores cobrados por esses alimentos em diferentes supermercados e açougues da Capital.

No total, foram visitados dez estabelecimentos, sendo dois açougues e oito supermercados. Durante a fiscalização, foram coletadas informações sobre 22 variedades de arroz, apresentadas em pacotes de 5kg; onze marcas de feijão carioca e cinco de feijão preto, em embalagem de 1kg; quatro de óleo de soja, comercializadas em embalagens PET de 900ml; e nove marcas de frango inteiro congelado. Também foram verificados os valores de comercialização de oito cortes de carne bovina, ofertadas sem congelamento, com fracionamento a pedido do consumidor em açougue.

Dentre os alimentos pesquisados, o quilo do frango inteiro congelado apresentou a maior variação, chegando a 220,5% entre o estabelecimento mais caro e o mais barato, com variação de preço de R$4,49 a R$ 14,39. Com relação à marca específica, o produto com maior diferenciação de preço nos estabelecimentos pesquisados é o óleo de soja 'Liza', encontrado com variação de 75,1%, podendo ser adquirido por valores entre R$ 2,85 e R$ 4,99.

O feijão preto foi o produto que apresentou menor variação de preço, com diferença de 41,6%. Para o arroz, foi constatada diferença de até 75,3%. O feijão carioca apresentou variação de até 128,3%. O óleo de soja teve variação de 93,4% e os diferentes cortes de carne bovina diferença de até 208,5%.

O gerente de Fiscalização, Controle e Monitoramento de Mercado, Ivo Vinícius Firmo, explica que o levantamento aponta os índices de variação de preços, possibilitando ao consumidor uma economia na hora de realizar as compras. “Essa pesquisa reflete apenas uma pequena amostra dos estabelecimentos em Cuiabá, mas reforça a máxima de que pesquisar vale a pena”, avalia.

Variação de preços (independente da marca)

1) Arroz (5kg): de R$12,39 a R$21,72 – variação de 75,3%

2) Feijão carioca (1kg): R$7,99 a R$18,24 – variação de 128,3%

3) Feijão preto (1Kg): de R$7,69 a R$ 10,89 – variação de 41,6%

4) Óleo de Soja (900mL): de R$2,58 a R$4,99 – variação de 93,4%

5) Carne bovina fresca/Kg: de R$10,99 a R$ 33,90 – variação de 208,5%

6) Frango inteiro congelado/Kg: de R$4,49 a R$14,39 – variação de 220,5%

Confira o relatório e a pesquisa completa feita pelo Procon-MT.

Serviço

O Procon-MT é um órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e atende em sua sede estadual na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), nº 917, Edifício Eldorado Executive Center – Bairro Araés, de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h. Para registro de reclamações, audiências, consulta de processos e protocolo de documentos, o consumidor pode procurar a sede do Procon-MT, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 17h30.

No posto no Ganha Tempo, o atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 18h30, e aos sábados, das 07h30 às 12h. Nos postos da Assembleia Legislativa e do Várzea Grande Shopping, o atendimento é de segunda a sexta-feira (das 07h às 18h na AL e das 09h às 19h no Shopping em Várzea Grande). Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 151 ou (65) 3613-8500.