Pular para o conteúdo
Voltar

Pesquisa de preço constata variação de 195% nos ovos de Páscoa

Michelle Silva Assessoria/Procon/Sejudh-MT

A | A

O Procon-MT realizou um levantamento de preços dos produtos da Páscoa em estabelecimentos comerciais de Cuiabá. Foram comparados bombons, barras e ovos de chocolate (com e sem brindes/brinquedos) de diversas marcas, tipos e modelos.

O órgão encontrou itens com até 195,8% de diferença entre estabelecimentos para o preço praticado sobre o mesmo produto, gerando na prática uma diferença de R$ 45,61.

No total foram avaliados 134 itens. A maior diferença foi encontrada em um ovo de 196g, cujo preço variou entre R$ 23,29 e R$ 68,90(195,84%). No preço da caixa de bombom, a maior variação foi de 48,79%, com o item variando entre R$ 6,99 a R$ 10,47, já na barra de chocolate a diferença foi de 71,83% com o preço variando entre R$ 4,65 e R$ 7,99.

O cálculo médio, considerando-se 100g de produto (para melhor comparação dos resultados) mostra que o consumidor chega a pagar 332,6% a mais se optar por adquirir chocolate com apresentação de ovo de páscoa em lugar de escolher a mesma quantidade em caixas de bombons. Percentual bastante elevado o que pode acarretar mudança de escolha do consumidor, diante do momento econômico.

Se esta opção for realizada com base no produto apresentado com adicional não comestível, a diferença será ainda maior: 969%, ou seja, a cada 100g de chocolate adquirido na forma de ovo de páscoa com adicional não comestível, o consumidor pagará R$ 30,62 a mais.

A coleta dos preços foi realizada nos dias 17 e 18 de março em quatro estabelecimentos comerciais de Cuiabá. A pesquisa tem como objetivo despertar no consumidor a consciência sobre o consumo de chocolates por ocasião da chegada da Páscoa, tanto na importância da pesquisa de preço entre os estabelecimentos quanto na análise da forma de apresentação do produto.

O levantamento completo de preços e marca pode ser conferido no site do Procon.

Serviço

O Procon-MT é um órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e atende em sua sede estadual na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), nº 917, Edifício Eldorado Executive Center – Bairro Araés, de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h. Para registro de reclamações, audiências, consulta de processos e protocolo de documentos, o consumidor pode procurar a sede do Procon-MT, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 17h30.

No posto no Ganha Tempo, o atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 18h30, e aos sábados, das 07h30 às 12h. No Posto na Assembleia Legislativa, o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 151 ou (65) 3613-8500.