Pular para o conteúdo
Voltar

Procon Estadual alerta sobre os cuidados na contratação de colônia de férias

Dominique Biancardini

A | A

Com a chegada das férias escolares, que ocorrem no mês de julho, as colônias de férias ou viagens sem a presença da família, são opções de lazer para as crianças neste período. Algumas informações devem ser requisitadas para garantir a tranquilidade dos responsáveis e a segurança das crianças durante esse período.

A escolha da agência deve ser feita com calma. Deve-se verificar o cadastramento da empresa junto ao Ministério do Turismo e buscar a existência de registros no Procon Estadual. Os pais devem ainda conhecer a estrutura e os funcionários pessoalmente.

O Procon-MT, órgão vinculado a Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos, orienta que todas as cláusulas do contrato sejam analisadas pelos responsáveis, pois tudo que foi anunciado ou acordado verbalmente tem que estar incluso. No contrato devem estar descritas o tipo do estabelecimento e suas condições, de acomodações e das características do transporte utilizado.

Devem estar previstos no contrato ainda o número de diárias, refeições, as atividades que vão ser realizadas e o translado até o local da colônia de férias. No caso de viagens que necessitam a locomoção por ônibus, é de extrema importância que os pais certifiquem as condições do veículo e se foi feito uma revisão antes da viagem.

Importante ressaltar que para a agência de turismo realizar uma viagem com transporte terrestre, é preciso que ela possua uma Autorização Especial de viagem, que é concedida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Para mais informações, ligue 3613-8500 ou 151. O Procon-MT atende de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h, em sua sede (Av. Historiador Rubens de Mendonça, nº 917, Edifício Eldorado Executive Center, bairro Araés), ou de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 7h30 ao meio dia, no posto de atendimento do órgão no Ganha Tempo (Praça Ipiranga, Centro).