Pular para o conteúdo
Voltar

Procon-MT disponibiliza link de sites não recomendados para comércio eletrônico

Solange Wollenhaupt

A | A

O Procon-MT, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, disponibilizou em seu endereço eletrônico (www.procon.mt.gov.br) link contendo lista de sites não recomendados para compras via comércio eletrônico. Para acessar o link, clique aqui.

Conforme a superintendente do Procon Estadual, Gisela Viana, estes sites foram incluídos na relação por terem reclamações registradas em unidades do Procon do país. “As reclamações contra estes sites ocorrem por irregularidades, como demora, falta de entrega do produto, ou entrega de produtos com problemas na qualidade, sem resolução por parte dos fornecedores". Estas são as três principais reclamações registradas no Procon-MT com relação ao comércio eletrônico”, informa Gisela Viana.

A superintendente do órgão fiscalizador alerta os consumidores de que, antes de efetuar qualquer compra pela internet, é necessário verificar se está disponibilizado o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), endereço físico e eletrônico, canais de troca e atendimento. “Estes dados devem estar visíveis no site”, salienta.

O consumidor também deve verificar os procedimentos para reclamações, devolução de produtos e prazos de entrega e ler atentamente o contrato, que deve ser disponibilizado antes da compra ao consumidor. “Esses dados precisam ser impressos ou salvos no computador”, lembra a superintendente do Procon-MT.

Para mais informações, procure o Procon-MT pelos telefones 151 ou 3613-8500. E para formalizar reclamações, o órgão atende em sua Sede Estadual na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, nº 917, Edifício Eldorado Executive Center – Bairro Araés, das 13 às 19 horas e no Posto de Atendimento do Ganha Tempo, de segunda a sexta-feira das 07h30min às 18h30min e aos sábados das 07h30min às 12 horas.