Pular para o conteúdo
Voltar

Procon orienta na compra de ovos de páscoa

Dominique Biancardini

A | A

Reta final para a Páscoa, o consumidor está de olho na compra dos ovos de chocolate com objetivo de presentear a família, amigos e a si próprio, motivo pelo qual o PROCON Estadual, órgão vinculado a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, alerta sobre as diversas opções no mercado e fornece algumas informações importantes para garantia de seus direitos.

O consumidor deve verificar as informações prestadas pelos fornecedores, visto que a maioria dos ovos de Páscoa são numerados de acordo com o critério individual de cada fabricante, sem uma relação direta com a quantidade de chocolate que o produto possui.

Para ser chamado de chocolate, o produto deve ter, no mínimo, 25% de “sólidos totais de cacau”, de acordo com a Resolução no 264/2005, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ocorre que a norma não obriga o fornecedor a divulgar na embalagem essa informação, assim, a grande maioria das marcas não fornece ao consumidor esse dado. Pesquisa realizada pelo IDEC – Instituto de Defesa do Consumidor em 2013 comparou chocolates ao leite, meio amargo e amargo das 11 marcas mais comercializadas no Brasil: Arcor, Brasil Cacau, Cacau Show, Garoto, Hershey’s, Kopenhagen, Lacta e Nestlé para saber o percentual de cacau em cada uma, veja resultado no site: www.idec.org.br.

Os ovos de páscoa voltado ao público infantil merecem atenção redobrada, pois em algumas situações o custo é alto devido aos brinquedos que acompanham e são quase desprovidos do principal ingrediente que é o chocolate, assim, observar quantas gramas de chocolate tem em cada unidade é importante para não frustrar a criança que ganhar o produto.

Ainda sobre os ovos de Pascoa para crianças, é importante que os pais fiquem atentos quando houver brinquedos no interior do produto, se a embalagem traz o selo do Inmetro e se o brinquedo é para a idade apropriada.

O Procon recomenda ainda uma leitura cuidadosa do rótulo dos produtos, especialmente, quanto ao peso, data de validade, composição e restrições de consumo, principalmente, nos ovos de chocolates que contém recheios de frutas, pois os mesmos tendem a estragar com mais facilidade.

Para economizar, o ideal é não levar as crianças para compra do produto ou levá-las após prévia orientação, isso porque muitos ovos chamam a atenção pelas suas características como a cor e brindes, personagens famosos, fazendo com que as crianças queiram levá-los, ficando mais caras para o consumidor.

O Procon Estadual atende de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, nº 917, Edifício Eldorado Executive Center, bairro Araés. O órgão também tem um posto de atendimento no Ganha Tempo, Praça Ipiranga, aberto de segunda a sexta, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 7h30 ao meio dia. Para dúvidas ou esclarecimentos o telefone do Procon é 36138500 ou 151.