Pular para o conteúdo
Voltar

PROCONs do Brasil externam preocupação em relação ao sistema de pirâmide nas operações financeiras

Dominique Biancardini

A | A

Representantes dos PROCONs de todo Brasil, elaboraram um documento durante a reunião da Associação Brasileira de PROCONs - PROCONSBRASIL, realizada no último dia 06/03, em Brasília-DF, no qual externam preocupação em relação as operações financeiras que utilizam o sistema de “Pirâmide de Ponzi” e vêm sendo disseminadas em todo território nacional.

Os PROCONs do Brasil têm essa preocupação diante do grande número de consumidores que, em busca de ganhos financeiros imediatos, estão aderindo a negócios com empresas aparentemente lícitas, quando na verdade tem como objeto uma atividade que não possui qualquer viabilidade econômica.

Diante disso, a Associação Brasileira de PROCONs - PROCONSBRASIL na reunião do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor solicitou a Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor -SENACON apoio nas investigações cobrando providências para garantir a proteção do consumidor,o que foi prontamente informada de procedimento administrativo já instaurado sobre o tema.

Entendendo os fatos: PIRÂMIDE DE PONZI - A pirâmide tem o nome por conta do imigrante italiano Charles Ponzi, que conseguiu fazer fortuna rapidamente nos Estados Unidos utilizando esse método. Esse sistema financeiro é insustentável e funciona a base de novos investidores. Os primeiros envolvidos investem e conseguem lucrar recrutando outros participantes, porém, quanto maior o alcance da pirâmide, menos sustentável ela fica, pois ela depende dos investimentos posteriores. Sem novos investimentos, a grande parcela dos envolvidos fica no prejuízo.

Maiores informações podem ser obtidas junto ao PROCON do seu Estado ou Município, a sede da PROCONSBRASIL para contato é situada junto ao Procon Mato Grosso, avenida Historiador Rubens de Mendonça, n. 917, Araés, Cuiabá-MT, fone (65) 3613-8509.